Associação de agências de viagem defende reforço da competitividade do destino Madeira

O vice-presidente da Associação Portuguesa  de Agências de Viagem e Turismo, João Welsh, afirmou hoje que, em comparação  com outros destinos, "a Madeira não tem sido competitiva", apesar de ter  essa capacidade.

O responsável falava num seminário sobre turismo organizado pela Associação  Comercial e Industrial do Funchal (ACIF) para debater o estado do setor  na região e perceber o que pode ser feito para "ganhar competitividade no  futuro".

"Na minha opinião, temos trabalhado muito os aspetos táticos e muito  pouco nas questões estratégicas, ou seja, nas questões que têm a ver com  o produto em si e a forma como nós podemos encontrar os turistas corretos  para o produto, e não estarmos constantemente a tentar adaptar o produto  'destino Madeira' às tendências", afirmou.

Também o ex-secretário de Estado do Turismo Vítor Neto defendeu a necessidade  de a Madeira "fazer força na sua especificidade".

"Tem que saber distinguir-se de outros destinos turísticos e procurar  definir objetivos que sejam compatíveis com os recursos e potencialidades  que tem", afirmou.

O ex-governante lembrou que "o turismo hoje é o principal setor exportador  de bens e serviços de Portugal" e referiu que em 2013 "as exportações de  turismo provavelmente ultrapassarão os nove mil milhões de euros, cerca  de 14% do total das exportações de bens e serviços de Portugal".

Perante estes "valores incríveis", considerou, o setor "tem de ser acarinhado,  avaliado e apoiado por aquilo que já é como contributo para o Produto Interno  Bruto" e para as exportações, o emprego e o desenvolvimento regional.

Também presente no seminário, o administrador da Hoti Hotéis, Ricardo  Gonçalves, afirmou que Portugal, em geral, "tem uma falha em termos de marketing  turístico", havendo ainda muito para fazer.

"Provavelmente é a área onde temos mais espaço para evoluir, mas acho  que há coisas boas e que temos de tentar capitalizar os recursos que temos  e o que fizemos bem no passado", disse.

O administrador considerou a Madeira como "um exemplo de cultura turística  em termos internacionais", com muito para ensinar a outros destinos, no  que diz respeito, por exemplo, à preservação do património natural e arquitetónico.

+A A -A

Os mais...