Turismo da Madeira regressa às origens

Jardim foi o convidado de honra da sessão de abertura. FOTO JOANA SOUSA/ASPRESS
Turismo de Saúde e Bem-Estar debatido em seminário, até amanhã

Toda a gente de acordo. A Madeira tem de apostar no subsector do turismo de saúde e bem-estar, ainda que com a consciência de que essa aposta apenas poderá ajudar a ultrapassar a crise e não a resolvê-la.

Alberto João Jardim e Bruno Freitas lembraram aos participantes do seminário 'Turismo de Saúde e Bem-Estar', que está a decorrer na Madeira, que o turismo regional tem origem nas deslocações feitas à ilha por questões de saúde.

Presidente e director regional de Turismo defenderam que a Madeira tem condições únicas para esse tipo de turismo, na abertura de um seminário sobre 'Turismo de Saúde e Bem-Estar', que aconteceu ontem, no hotel Meliã Madeira.

Nesse contexto, João Viegas Fernandes, presidente da Associação Portuguesa de Turismo de Saúde e Bem-Estar - APTSBE, disse que a Região foi escolhida para o primeiro seminário promovido pela Associação que dirige (criada em Novembro de 2012), por ser "uma com mais potencialidades para arrancar e bem na área do turismo de saúde e bem-estar'. João Viegas Fernandes falou das condições climáticas, paisagísticas e ambientais.

Alberto João Jardim foi o convidado de honra e disse haver o propósito da Região em "reanimar o subsector do turismo de saúde na Região".

O presidente do Governo Regional disse que, além das condições ambientais, tomadas no seu conceito amplo, a Madeira tem "um excelente serviço de saúde", algo essencial ao propósito do desenvolvimento turístico referido.

A ideia de voltar a uma aposta do passado, na área do turismo de saúde, foi desenvolvida por Bruno Freitas, director regional do Turismo, moderador do primeiro painel de comunicação: 'O Turismo de Saúde e Bem-estar como produto turístico compósito'.

O seminário é organizado pela APTSBE e pela Associação de Investigação Científica do Atlântico. Esta entidade foi elogiada pelo presidente do Governo Regional por, desenvolvendo uma actividade de interesse público, nunca ter batido à porta do executivo a pedir dinheiro do erário. Palavras que terão agradado ao presidente da instituição, João Lemos Baptista.

O seminário continua hoje, a partir das 9 horas, com a realização do painel 'Turismo de Saúde e Bem-Estar: Presente e Futuro'.
Às 12 horas deverá começar o 4.º painel de comunicações: 'Formação dos Profissionais de Turismo de Saúde e Bem-Estar'.

Para as 15 horas está marcada a apresentação dos serviços e produtos das instituições que patrocinam o evento: ACIF; MMC; Associação de Promoção da Madeira; Malo Clinic.

Pelas 17h15 deverá começar uma visita guiada às unidades Malo Clinic no hotel Meliã Madeira Mare, Clínica e Spa.
Amanhã, a Malo Clinic desenvolve um 'workshop' sobre bem-estar.

Congresso em 2014
O II Congresso Internacional de Saúde e Bem-Estar será realizado na Madeira, entre os dias 10 e 12 de Abril de 2014.

O anúncio foi feito ontem, por João Viegas Fernandes, presidente da Associação Portuguesa de Turismo de Saúde e Bem-Estar - APTSBE, na abertura do seminário que decorre no Hotel Meliã.

Viegas Fernandes disse também que o evento será divulgado na BTL e no Mónaco.

O presidente da APTSBE deu muito relevo ao Congresso, pela importância que pode ter para ajudar a economia regional, relacionada com o turismo.

+A A -A