Contos e lendas vão atrair turistas na região transfronteiriça do Douro

O Agrupamento Europeu de Cooperação  Territorial Duero-Douro (AECT) anunciou a criação de uma nova marca  turística, designada "Turismo de Contos e de Lendas", para ser aplicada  naquela região transfronteiriça. 

"O objetivo é criar uma marca chapéu que ajude a potenciar um novo  conceito turístico, a ser aplicado na região de fronteira, tendo como base  os contos, as lendas e as narrativas dos povos desta região ibérica", disse  à Lusa o presidente do Concelho Setorial do Turismo do AECT Duero-Douro,  Artur Nunes.   

Agora, em ambos os lados da fronteira, os promotores deste "novo conceito"  pretendem recuperar todo um património imaterial onde os povos que habitam  o território são os "principais atores".   

 "Este é um produto turístico inovador, ao nível do turismo transfronteiriço,  que vai permitir agregar um conjunto de iniciativas de forma a atrair mais  turistas a uma região com potencial", frisou.   

 Ao conceito estão associados outros elementos como a gastronomia, os  monumentos, os produtos endógenos, percursos pedestres, fauna, flora, que  serão aliados aos aspetos culturais comuns a uma região que é abrangida  pela linha de fronteira "mais antiga da Europa".   

"Em cada localidade há uma lenda, e em cada história há um povo, sendo  que cada um tem as suas tradições que precisarão de ser exploradas", acrescentou  o também presidente da Câmara de Miranda do Douro.   

 A recolha das tradições imateriais será efetuada junto para população  sénior de cada um dos concelhos que integra o agrupamento, para assim se  criar, da forma mais "fiel" possível, uma nova rota turística que permita  ajudar a "impulsionar" o desenvolvimento sustentável deste território peninsular.  

 "Esta promoção será feita em todos postos de turismo da região transfronteiriça  abrangida pelo Douro Internacional e Beira Interior", concluiu Artur Nunes.  

 

+A A -A

Entidade com 187 municípios

O AECT Duero-Douro é uma entidade criada pela União Europeia de forma  a melhorar a coesão social, económica e territorial dos 187 municípios portugueses  e espanhóis que o integram.    

Do lado português, o AECT abrange as regiões de Alto Trás-os-Montes,  Douro e Beira Interior Norte, enquanto na parte espanhola integra municípios  de Zamora e Salamanca.