Site da Thomas Cook fora do ar

Após anúncio da falência, toda a actividade comercial deixou de funcionar, incluindo o portal online de viagens

Os agentes económicos, incluindo as agências de viagens e unidades hoteleiras, mas também os próprios turistas e clientes que estão neste momento em viagem, têm agora várias indicações no site alternativo para saber mais sobre a situação da Thomas Cook.

Fora do ar (como mostra a imagem), o atractivo site de reservas e com toda a informação sobre a extensa operação que o operador realizava por todo o mundo, incluindo a Madeira na temporada 2019/2020 que estava a ser vendida, deu lugar a um emaranhado de informações e links com determinações para quem precise de apoio para resolver os problemas causados com a falência.

"Esta página inclui informação específica para agentes de viagens que tinham efectuado reservas dos seus clientes na ATOL, com voos protegidos ou pacotes com a Thomas Cook", informa. "Vamos publicar brevemente instruções em como os vossos clientes deverão reclamar (devolução de verbas), mas entretanto não deve pedir o reembolso aos consumidores qualquer dinheiro que você tenha em sua posse". acrescenta. Poderá consultar mais informações neste site https://thomascook.caa.co.uk/ gerido pela Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido.
+A A -A