Boeing entrega menos 37% de aeronaves devido a acidentes com 737 MAX

A Boeing entregou 230 aviões comerciais durante o primeiro semestre deste ano, menos 37% do que no mesmo período do ano passado, devido à crise provocada pelos acidentes do modelo 737 MAX.

Este desempenho implicou a cedência da liderança de vendas à Airbus.

A informação divulgada pela empresa norte-americana em comunicado indicou que, durante o segundo trimestre do ano, a entrega de aeronaves estancou devido à descida dos envios de modelos 737, que foram os que protagonizaram os acidentes mortais na Indonésia e Etiópia. 

Até junho, a empresa enviou 113 aeronaves deste modelo - o mais famoso e que concorre com o Airbus A320 -, mas apenas produziu 24 no segundo trimestre. 

As entregas nestes três meses atingiram as 389 aeronaves.

 

+A A -A