Hóspedes, dormidas e proveitos crescem em Portugal em Novembro de 2018

O número de hóspedes em Portugal aumentou 6,3% em novembro, para 1,3 milhões, enquanto as dormidas avançaram 4,6%, para 3,3 milhões, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), que registou também subidas nos proveitos.

Segundo as estatísticas hoje divulgadas, os estabelecimentos hoteleiros e similares registaram 1,3 milhões de hóspedes, o que traduziu 3,3 milhões de dormidas e variações de 6,3% e 4,6% (0,7% e 0,0% em outubro, respetivamente), nas comparações homólogas.

Os proveitos totais aceleraram também 6,3% (2,8% em outubro) e atingiram os 189,3 milhões de euros, enquanto os proveitos de aposento cresceram 6,1% (2,1% em outubro), correspondendo a 134,3 milhões de euros.

De acordo com o INE, as dormidas de residentes continuaram a tendência de aceleração, com um crescimento de 10,9% (9,6% em outubro) e as dormidas dos não residentes voltaram a crescer também em novembro (2,2%, depois dos -2,7% em outubro), após sete meses com reduções.

Em novembro, a estada-média (2,48 noites) reduziu-se 1,6% (+2% nos residentes e -2,2% nos não residentes).

A taxa-líquida de ocupação-cama (37,6%) aumentou, por sua vez, 0,5 pontos percentuais em novembro (-0,5 pontos percentuais no mês anterior).

Os quinze principais mercados emissores representaram, segundo o INE, 83,3% das dormidas de não residentes em novembro, com o mercado britânico (17,2% do total de dormidas de não residentes) a crescer 7,6% em novembro, interrompendo a tendência de redução iniciada em outubro de 2017. 

Desde o início do ano, o mercado britânico registou um decréscimo de 8,0%, sinaliza o INE.

As dormidas de hóspedes alemães (14,8% do total), por sua vez decresceram 9,6% em novembro e 4,7% no acumulado desde janeiro.

O mercado espanhol (10,2% do total) apresentou crescimentos de 20,7% em novembro e de 2,5% desde o início do ano e o francês (7% do total) uma redução de 9,4% em novembro e de 2,6% no conjunto dos onze primeiros meses do ano.

Em novembro, além do caso de Espanha, sobressaíram os crescimentos registados pelos mercados norte-americano (25,4%) e canadiano (10,3%). 

Nos primeiros onze meses do ano, o destaque vai para os mesmos mercados, com subidas de 20% e 16,4%, respetivamente.

Por regiões, em novembro, registaram-se aumentos em todas elas, com destaque para o Norte (12,8%) e Alentejo (11,6%). 

Neste mês, houve um incremento de 143,7 mil dormidas (face a igual mês do ano anterior), do qual 42,1% foi proveniente do Norte (60,6 mil dormidas adicionais) e 29,7% do Algarve (acréscimo de 42,7 mil dormidas).

 

+A A -A