Porto do Funchal fecha 2012 como maior porto do país

O porto do Funchal fechou o ano de 2012 garantindo o primeiro lugar nos portos portugueses de cruzeiros, informou hoje a Administração dos Portos da Madeira (APRAM).

De acordo com os dados a que a Lusa teve acesso, o porto insular garantiu 336 escalas, mais 33 que em igual período do ano anterior, representando mais 10,8%.

O número de passageiros ficou-se pelos 592.935, mais 52.755 turistas do que em igual período, representando uma subida de 9,7%.

A desistência do 'Grand Princess' ainda em Novembro, quando tentou atracar no porto do Funchal, mas sem sucesso, devido ao mau tempo e o cancelamento de três escalas em Dezembro, fizeram com que o porto não tivesse atingido, este ano, os 600 mil passageiros, o número previsto pela APRAM, com base nas reservas efetuadas pelas companhias.

Novembro foi o melhor mês para o porto, com 99.327 passageiros correspondentes a 63 escalas.

O único número que desceu foi o dos passageiros em 'turn-around' que desceu comparativamente a 2011.

No ano de 2012 visitaram o porto do Funchal 106 navios de várias companhias.

A APRAM encara o crescimento registado em 2012 como "absolutamente excecional" e prevê que "2013 possa não ser um ano de crescimento, mas sim de consolidação, devido às opções tomadas por algumas companhias de posicionarem os seus navios na Ásia, em busca de novos clientes e novas rotas", referiu a Presidente do Conselho de Administração da APRAM, Alexandra Mendonça.

O porto do Funchal cresceu nos últimos cinco anos 46% no movimento de passageiros e 24% no número de escalas.

Este crescimento deve-se "à política tarifária, determinada pelo Governo Regional para captar este tipo de negócios, através da APRAM, e a estratégia promocional seguida nos últimos anos que levou as companhias a interessarem-se ainda mais pelo destino Madeira, já tradicional nas rotas do Atlântico."

Quanto ao porto de Porto Santo, fecha o ano de 2012 com três escalas (em abril, novembro e dezembro) para um total de 615 passageiros, com a curiosidade de terem desembarcado dois passageiros naquela ilha.

 

+A A -A