MSC Cruzeiros dá dois milhões de euros à UNICEF

Campanha “Get on Board for Children” garante uma educação de qualidade a crianças desfavorecidas no Brasil

 

No final de 2012, a parceria de três anos e meio entre a MSC Cruzeiros e a UNICEF e a sua iniciativa conjunta “Get on Board for Children”, angariou 2 milhões de euros para um inovador projecto criado para combater a pobreza e a desigualdade, garantindo uma educação de qualidade a crianças desfavorecidas no Brasil. O Brasil é um dos 11 países mais desiguais do mundo e tem níveis alarmantes de pobreza nas suas favelas. A MSC Cruzeiros, líder de mercado no país desde 2008, orgulha-se deste compromisso com a comunidade local, através desta parceria de sucesso que desenvolveu com a UNICEF. A Iniciativa Plataforma Urbana, apoiada pela parceria, centra-se na luta contra as desigualdades, garantindo uma melhor qualidade e mais oportunidades de educação para as crianças desfavorecidas ​​de São Paulo e do Rio de Janeiro. Desde Julho de 2009, os hóspedes a bordo de cada navio da frota da MSC Cruzeiros foram convidados a "entrar a bordo pelas crianças" e a fazer a diferença, oferecendo uma pequena doação em adição ao valor do seu cruzeiro. Estas doações tiveram um impacto enorme na vida de milhares de crianças e jovens que vivem em São Paulo e no Rio de Janeiro e sobre as políticas públicas necessárias para criar uma sociedade mais igualitária. Impacto da Iniciativa Plataforma Urbana na comunidade Mais de 3.300 crianças e adolescentes com necessidades especiais estão agora a frequentar escolas regulares nos sistemas escolares das cidades, mais de 130.000 crianças frequentam creches e mais 1.000 crianças conseguiram terminar o ensino primário na idade adequada desde que o programa começou. O programa centra-se na capacitação das comunidades através do treino a pares, com mais de 3.400 crianças e adolescentes e 3.400 líderes das 127 comunidades participantes agora treinados como embaixadores do programa. Isto levou à preparação de mais de 60 planos de acção locais para melhorar o acesso e a qualidade dos serviços de educação, metade dos quais já estão a ser implementados. Mais de 60 eventos de educação temáticos e actividades foram realizadas pelas comunidades que participam do projecto, as escolas estão agora a trabalhar mais estreitamente com organizações não governamentais, pais e serviços de saúde e líderes comunitários estão a participar activamente na elaboração de planos municipais de educação. O programa também ajudou a gerar resultados importantes fora das salas de aula. O número de pessoas que utilizam programas de saúde familiares no Rio de Janeiro cresceu de 22,6% em 2008 para 62,3% em 2010, enquanto a percentagem de mulheres que receberam atendimento pré-natal em São Paulo aumentou de 73% em 2008 para 77% em 2011. Com a ajuda do projecto, o número de centros de bem-estar social em São Paulo aumentou de 31 em 2008, para 46 em 2011 e a taxa de homicídio entre adolescentes no Rio de Janeiro foi reduzida de 38 mortes por 100 mil habitantes em 2008, para 30,9 mortes por 100.000 habitantes em 2010. 
+A A -A