Governo destaca "crescimento significativo" de hóspedes e receitas turísticas

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, congratulou-se ontem pelo “crescimento significativo” do setor em Portugal nos primeiros oito meses do ano, com aumento do número de hóspedes e proveitos turísticos. 

“O que nós temos de acumulado da atividade turística, de janeiro a agosto, é um crescimento de 10% do número de turistas e de 16% dos proveitos turísticos”, disse, aludindo aos dados da hotelaria em Portugal divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo a secretária de Estado, estes números significam que Portugal está “a conseguir, em termos de receita, crescer mais até” do que ao nível “do número de turistas, que é um dos grandes objetivos” do Governo.

Ana Mendes Godinho, além disso, considerou “particularmente interessante” que este crescimento esteja “muito sustentado também nos meses de época baixa”.

“Ou seja, onde sentimos até maior crescimento é nos meses de época baixa. Estamos a conseguir ir buscar crescimento significativo ao longo de todo o ano”, em termos de atividade turística, salientou.

Questionada sobre se o turismo está “na moda” em Portugal, a governante argumentou que, por um lado, o país “estava no momento certo e no lugar certo para aproveitar também a conjuntura e os desvios da procura que existem”.

Por outro lado, continuou, Portugal é, neste momento, “um destino muito qualificado, fruto de fortes investimentos públicos e privados ao longo dos últimos 10 anos”, o que permite “garantir que as pessoas que procuram” o país “ficam muito satisfeitas com a experiência”.

E esse “é o grande desafio” que Portugal enfrenta, alertou a secretária de Estado, explicando que é preciso, “cada vez mais, fidelizar as pessoas” e garantir que os destinos turísticos nacionais “têm atratividade”, para que os turistas visitem “todas as regiões, não só algumas, ao longo de todo o ano”.

De acordo com os dados divulgados hoje pelo INE, no acumulado dos oito primeiros meses do ano, o número de hóspedes aumentou 9,4% e o número de dormidas cresceu 8,9%.

De janeiro a agosto, os proveitos turísticos totais subiram 15,9% e os de aposento aumentaram 17%, revelou o INE.

Ana Mendes Godinho indicou que o turismo já é “a principal atividade económica exportadora” em Portugal, representando “15,3% das exportações nacionais”.

“Estamos com uma grande capacidade de crescer e acho que temos capacidade de continuar a crescer”, disse.

+A A -A