Transtejo espera atingir 40 mil passageiros em circuitos turísticos no rio

A transportadora Transtejo pretende atrair  este ano 40 mil passageiros aos circuitos turísticos que disponibiliza por  barco no Tejo, disse hoje Rui Sousa, responsável pela área do turismo do  grupo.   

De acordo com dados do grupo Transtejo, em 2013 foram transportados  cerca de 30 mil passageiros entre 01 de abril e 31 de outubro nos circuitos  "Lisboa Vista do Tejo" e "Descobrimentos", que levam diariamente os turistas  a vislumbrar, a partir do rio, os pontos mais emblemáticos da cidade de  Lisboa.    

São sobretudo turistas estrangeiros que usufruem destes passeios, sendo  cerca de 36% ingleses e 20% franceses. Os passageiros portugueses representam  apenas 10% do total de clientes, indicou a empresa.    

Rui Sousa disse ainda que este é um setor que cresce em contraciclo  relativamente à conjuntura de crise do país. Entre 2008 e 2013, a empresa  registou um crescimento na ordem dos 50%, mas não avançou o valor das receitas  do negócio.   

A empresa que efetua as ligações entre as duas margens do rio Tejo "já  teve [este ano] um crescimento de cerca de 30% relativamente ao ano passado",  tendo por baso os meses de abril e maio, os dois primeiros em que efetua  circuitos turísticos, afirmou o responsável em declarações à agência Lusa.  

O circuito "Lisboa Vista do Tejo" permite vislumbrar a partir do Tejo  locais como o Parque das Nações e Belém, e tem a duração de duas horas e  30 minutos. O segundo circuito, "Descobrimentos", passa pela Ponte 25 de  Abril, Padrão dos Descobrimentos e Museu da Arte Antiga.   

O percurso "Lisboa Vista do Tejo", que custa 20 euros (para adultos),  é o preferido relativamente ao "Descobrimentos", que tem o custo de 15 euros.  

Os Cruzeiros no Tejo foram criados em 1981 aquando da diversificação  da oferta da Transtejo. Criado em 1975, o grupo é responsável pelo transporte  fluvial de passageiros e veículos no rio Tejo, realizando atualmente cinco  ligações entre as duas margens.    

O grupo apresenta, como atividades secundárias, a exploração de espaços  comerciais nos terminais e a realização de cruzeiros turísticos.   

 
+A A -A