Aeroporto da Madeira foi o que menos cresceu em 2017

Em termos de passageiros aumentou 7,8% (quase metade do crescimento de 2016) e no movimento de aeronaves aumentou ligeiramente, embora não fosse o que teve o registo menos pisitivo

O movimento de passageiros nos aeroportos e aeródromos nacionais ascendeu a 52,7 milhões em 2017, com um aumento de 16,5% e superando o crescimento de 14,3% registado em 2016.

Nos principais aeroportos os crescimentos no movimento de passageiros foram os seguintes: 18,8% em Lisboa (+11,7% em 2016), 15,1% no Porto (+15,9% em 2016), 14,4% em Faro (+18,5% em 2016), 7,8% no Funchal (+14,1% em 2016) e 22,0% em Ponta Delgada (+19,5% em 2016). O que significa que o Aeroporto da Madeira foi o que teve um cresimento mais modesto (de mais de 3,2 milhões de passageiros face aos 2,974 milhões do ano anterior), inclusive menos de metade do que registara um ano antes.

Já no tráfego aéreo, em 2016 tinham sido cerca de 12.400 aeronaves tendo-se registado um aumento ligeiro para cerca de 12.800 aviões no ano passado, aqui também com o crewscimento mais modesto em números, embora tanto no número de passageiros como no movimento de aeronaves, a Madeira suplante Ponta Delgada (que ainda assim aproximou-se, pois tinha tido 7.900 passou para 9.600). Lisboa foi, naturalmente, o aeroporto com mais movimento de passageiros e aviões (mais de 26,67 milhões e quase 100 mil, respectivamente).

Os dados  foram divulgados esta manhã pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) na mais recente edição das "Estatísticas dos Transportes e Comunicações".

+A A -A