Bachmeier avisa que é melhor que querer fazer tudo importa fazer bem e com qualidade

No âmbito dos Estados Gerais, o PS-Madeira promove este sábado mais uma mesa debate, desta feita subordinada ao tema ‘Madeira: Sustentabilidade do Destino Turístico’. A iniciativa, a decorrer no auditório do edifício sede da ACIN, na Ribeira Brava, conta com os contributos dos convidados Daniel Frey, Roland Bachmeier e Nuno Mateus.

O segundo orador foi o hoteleiro Roland Bachmeier. Apontou as “ameaças para o turismo” da Madeira nos próximos anos, mas também as oportunidades da Madeira no Turismo.

No primeiro dos casos, identificou: o posicionamento da Madeira no universo dos destinos mundiais; impacto negativo na natureza; património degradado; experiências negativas nas infra-estruturas; manutenção da limpeza; falta de trabalho em conjunto; falta de fundos na promoção; falta de produtos únicos e autênticos.

Já as oportunidades considera que estão dependentes de diversos factores, nomeadamente: definição de um nicho de mercado que coloque a Madeira como destino verde e sustentável; produtos autênticos; experiências únicas; História da ilha; Cultura; segurança do destino; trabalho em equipa; aumento da visibilidade do conceito de sustentabilidade no turismo, em suma, segurar as expectativas dos nossos visitantes com produtos únicos, com qualidade e inovadores.

Roland Bachmeier deixou ainda alguns avisos. A importância de “fazer bem e com qualidade do que querer fazer tudo”, com a advertência que “vivemos numa casa de vidro” porque “todos (os outros destinos) são nossa concorrência”.

 

 

+A A -A