Rombo nos principais mercados emissores de turistas para a Madeira

A Madeira continua a acumular perdas no turismo, com os mercados britânico, francês e alemão a registarem em Abril quebras de 9,5%, 5,4% e 2,6%, respetivamente. Em contraciclo, está o mercado nacional que deu um contributo positivo, apresentando um crescimento de 6,8% nas dormidas contabilizadas na RAM.

As primeiras estimativas reveladas hoje pela Direcção Regional de Estatística apontam para um decréscimo homólogo de 4,9% nas dormidas no alojamento turístico da RAM, mantendo-se contudo a tendência de crescimento nos proveitos totais e de aposento, que subiram 0,5% e 0,1%, respetivamente.

O total de dormidas no mês em referência rondou os 688,8 milhares enquanto os proveitos totais e de aposento atingiram os 37,3 e 24,7 milhões de euros, respetivamente.

A hotelaria concentrou 83,7% das dormidas, decrescendo 6,7% em termos homólogos, enquanto o alojamento local registou um incremento de 5,0% nas dormidas, representando 14,3% do total. Por sua vez, o turismo no espaço rural e de habitação, responsável por 2,0% do total, teve +12,6% de dormidas face ao mesmo mês do ano passado, variação em parte explicada pela reclassificação de um estabelecimento hoteleiro em turismo no espaço rural.

A taxa de ocupação-cama do alojamento turístico no mês em referência fixou-se em 64,8%, 6,6 pontos percentuais abaixo do observado em abril de 2017.

O rendimento médio por quarto (RevPAR) no alojamento turístico teve um decréscimo homólogo em 2,6%, para 52,14€. O sector da hotelaria evidenciou uma quebra de 1,7% em abril de 2018, apresentando um RevPAR de 57,05 euros.

Desde Janeiro que os resultados preliminares mensais englobam todo o sector do alojamento turístico coletivo, agrupando a hotelaria (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos, aldeamentos turísticos, pousadas e quintas da Madeira), o turismo no espaço rural e de habitação e o alojamento local. Em consequência, os dados divulgados para a Região são distintos dos apresentados pelo INE no seu destaque mensal.

 

+A A -A

Os mais...