Binter não espera por decisão final e dá como certa a operação Porto Santo-Madeira

Companhia mostra ao que vem e anuncia já um programa de voos à partida da Madeira tendo como destinos os aeroportos de Faro, Marraquexe e Sevilha

A Binter não esperou pela decisão final do concurso da linha aérea Porto Santo-Madeira para garantir ao mercado que vai ligar as ilhas do arquipélago da Madeira, a partir deste Verão. Fê-lo ontem, antes de decorridos os cinco dias de contestação ao concurso internacional para a rota que tem obrigações de serviço público e que é válido por três anos.

O Governo da República notificou sábado de manhã as companhias aéreas  da preferência e decisão preliminar e desde logo se soube que a LFAS - Lease Fly Aviation Services SA a Aero Vip - Companhia de Transporte e Serviços Aéreos SA (Sevenair) iriam contestar a opção no prazo legal.

A companhia aérea espanhola que tem sede nas ilhas das Canárias não fez qualquer compasso de espera e deu a vitória como garantida em comunicado revelado ontem pela plataforma de notícias de aviação, o madeirense Newsavia, no qual o presidente executivo da Binter, Pedro Agustín del Castillo,  sublinha que “a boa notícia” da entrega da concessão à empresa espanhola é “o reconhecimento da experiência e da qualidade que a companhia aérea oferece, fruto do bom trabalho dos profissionais que para ela trabalham”.

“Este é um passo importante que permitirá à Binter melhorar a sua conectividade na Macaronésia, quer através de voos que a companhia opera entre as ilhas dos arquipélagos, como também entre estes, em concreto entre Canárias, Cabo Verde e Madeira”, sublinha o Castillo no comunicado. Há também um acordo entre a Binter e o Grupo SATA em relação aos voos de e para a Região Autónoma dos Açores, outro arquipélago da Macaronésia, que poderá agora ser reforçado.

A Binter revela que a operação entre as ilhas da Madeira e do Porto Santo – contrariando o estipulado no concurso, pois a rota é Porto Santo e a Madeira, com avião baseado na ilha mais pequena do arquipélago - será feita com aviões ATR-72 com capacidade para cerca de 70 passageiros.

A companhia espanhola oferecerá uma ligação diária de ida e volta Madeira-Porto Santo, entre os meses de Outubro a Abril. O programa será reforçado para duas ligações diárias de ida e volta entre os meses Maio a Setembro. Apenas no Verão os voos da Binter permitirão ir e voltar no mesmo dia. Também na época estival a companhia facilitará a ligação do Porto Santo a Lisboa.

A Binter facilitará, entre Maio e Setembro, uma ligação entre Porto Santo e Lisboa, estabelecendo um voo de ida e volta para a Madeira entre as 07h00 e as 10h00 que permitirá aos passageiros embarcar no voo que sai para Lisboa. Da mesma forma a companhia operará um voo entre a Madeira e o Porto Santo entre as 17h00 e as 22h00 para os passageiros que regressam de Lisboa. A empresa, contudo, não refere se os voos para e de Lisboa serão assegurados pela Binter ou se se referem aos que já estão programados e que são da responsabilidade da TAP Air Portugal e de EasyJet.

A Binter, que voa entre as Canárias e a Madeira desde 2005, com duas frequências semanais entre Las Palmas de Grã Canária e voos diários nos meses de Verão, com chegadas de Las Palmas e de Santa Cruz de Tenerife, refere neste comunicado que, em breve, irá apresentar um programa de voos à partida da Madeira tendo como destinos os aeroportos de Faro, no sul de Portugal; Marraquexe, em Marrocos; e Sevilha, em Espanha. Ou seja, confirma que a entrada na rota Porto Santo-Madeira é um meio para atingir outro fim que não apenas estar ao serviço dos portosantenses.

 

+A A -A

Os mais...