Problemas na aviação não têm afectado turismo com receitas a subir 14% em Janeiro

A secretária de Estado do Turismo afirmou hoje que o Turismo não está a ser afetado pelos problemas das companhias de aviação, verificando-se até um crescimento na procura por Portugal, com um aumento de 14% em janeiro nas receitas turísticas.

"Até agora, os indicadores não apontam para qualquer quebra quanto à procura para Portugal, antes pelo contrário, continuamos com uma dinâmica muito positiva, com as receitas turísticas de janeiro a apontarem para um crescimento de 14%", disse à agência Lusa Ana Mendes Godinho, em Portimão, no Algarve.

A governante, que falava à margem do seminário "Alternativas ao Turismo de Sol & Mar -- o exemplo do mercado Alemão", organizado pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, sublinhou que "para manter a política de crescimento, não se pode baixar os braços".

Na opinião de Ana Mendes Godinho, o aumento das receitas turísticas em janeiro resultou da continuidade da estratégia do Governo e dos parceiros na área do Turismo em trabalhar os mercados e garantir que se mantêm as ligações aéreas ao longo de todo o ano aos mercados que deixam mais valor em Portugal".

"Tem havido um grande trabalho no sentido de sermos muito proativos para garantir que Portugal continua no mapa e a atrair uma procura cada vez mais diversificada e que deixa mais valor ao longo de todo o ano, com o foco de desenvolver todo o território", sublinhou.

A secretária de Estado do Turismo frisou que o aumento da procura de Portugal tem sido registado em todos os mercados, destacando o mercado alemão como um dos que mais tem crescido, quer em termos nacionais, quer ao nível do Algarve, tendo sido em 2017 o quarto mercado em termos de receita e o segundo principal em termos de dormidas.

"Em 2017, das 950 mil dormidas que tivemos a mais no Algarve, em relação a 2016, 180 mil foram provenientes do mercado alemão, sendo o segundo registo, uma posição que não ocupava há algum tempo", destacou.

Ana Mendes Godinho justificou a sua presença no seminário promovido pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã, em Portimão, como uma forma de "participar numa iniciativa que, certamente, contribui para consolidar o destino Algarve, que é mais do que sol e mar, e para dar a conhecer novos produtos que estão a ser desenvolvidos".

"Estamos a trabalhar ao nível das acessibilidades aéreas, diversificação de produtos, entre os quais a organização de congressos, setor que está a crescer, turismo de saúde e a cultura, com o 365Algarve, um programa cultural de inverno que na época baixa ganha cada vez mais força", concluiu.

 
+A A -A