Comissão Europeia aprova a aquisição da companhia aérea Walter pelo Grupo Lufthansa

A Comissão Europeia deu hoje a sua aprovação formal à aquisição da companhia aérea Walter mbH (LGW) pelo Grupo Lufthansa. A aprovação seguiu uma extensa avaliação da transação planeada por parte das autoridades competentes da União Europeia na sua capacidade de controlo sobre fusões, depois de o Grupo Lufthansa ter assinado um acordo a 13 de outubro de 2017 para ficar com partes do grupo Air Berlin em situação de insolvência. Antes da aprovação de hoje, o Grupo Lufthansa fez largas concessões.

A aquisição da LGW vai fazer aumentar em 33 aviões a frota do Grupo Eurowings: 20 aviões Bombardier Dash 8 Q400s e 13 aviões da família Airbus A320. Todos os empregados da LGW serão transferidos para a Eurowings com os atuais seus contratos de trabalho. Com recrutamentos adicionais, o número de funcionários nas operações de voo da LGW deverá subir até 870 em 2018.

“Esta aprovação regulatória da nossa aquisição da LGW é um desenvolvimento encorajador”, disse Thorsten Dirks, membro do Conselho Executivo do Grupo Lufthansa e CEO da Eurowings. “E eu estou especialmente satisfeito de poder oferecer aos nossos novos empregados um futuro promissor na companhia aérea europeia com o maior crescimento”.

A transação formal para a aquisição da LGW foi planeada para janeiro de 2018.

Nas últimas semanas, a Eurowings já recrutou mais de 500 funcionários, incluindo um largo número de pilotos e de assistentes de bordo. Até à data, há acordos coletivos alargados com todos os sindicatos garantindo que todas as operações de voo da Eurowings, sem exceção, irão crescer no futuro próximo. Segundo Thorsten Dirks, “temos o apoio dos nossos parceiros sociais, somos um empregador atraente, temos e vamos ter ainda mais empregados de alto nível – com estas condições, a Eurowings irá continuar a ser uma máquina de crescimento em 2018”.

 

 

+A A -A

Os mais...