TAP vai receber mais 6 aviões e voar para dois novos destinos em 2018

A TAP vai receber mais seis novos aviões e começar a voar para dois novos destinos, Florença e Nouakchott, em 2018, anunciou hoje o presidente executivo, Fernando Pinto.  

"Vamos começar a operação para Florença [Itália] a partir de 10 de junho. Serão cinco voos por semana entre Lisboa e Florença. É uma rota muito solicitada, um destino de extremo interesse para o turismo, mas também pelo interesse no tráfego de negócios" à volta daquela região italiana, disse o responsável, num encontro com os jornalistas, em Lisboa.

Fernando Pinto anunciou ainda que a TAP vai passar a voar em 2018 para Nouakchott, na Mauritânia, à partida do aeroporto de Lisboa, uma rota que ajudará a manter o crescimento da transportadora em África.

"É mais uma rota em África, onde temos crescido muito. No início falava-se muito no crescimento da TAP no Brasil, depois no crescimento nos EUA, mas o crescimento e a dedicação da TAP às rotas de África é muito grande", acrescentou o responsável.

O presidente executivo (CEO) da TAP anunciou ainda a chegada de seis novos aviões A330-900 Neo no segundo semestre do ano, a que se somará o primeiro A321 Long Range também no segundo semestre do próximo ano.

"É o início da modernização da TAP, que traz grandes ganhos em eficiência. Ao longo dos anos, vamos substituindo a frota da TAP, que já é bastante moderna", disse. 

Hoje, Fernando Pinto também confirmou que a companhia aérea vai começar a voar para quatro novos destinos a partir do Porto.  

Fernando Pinto anunciou que a companhia aérea "vai lançar dois voos, bidiários, para Barcelona [Espanha] e para Milão [Itália]" a partir do aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, e uma vez por dia para Londres, no Reino Unido, e Ponta Delgada, nos Açores.

Fernando Pinto disse que os novos voos são um "presente para a população do Porto", "uma prenda de Natal" e a contribuição da TAP "para o desenvolvimento da cidade, "um polo muito importante."

Hoje, o Jornal de Notícias já avançava que a TAP ia reativar os voos entre o Aeroporto Francisco Sá Carneiro e as cidades de Barcelona e Milão e criar estas duas novas rotas, a partir de março de 2018.

O responsável lembrou ainda a polémica que foi quando a TAP acabou com algumas rotas no Porto, recordando que sempre foi dito que "seria um recuo estratégico", mas que sempre tiveram intenção de reanalisar necessidades.

Sublinhou que há coisas que "dependem do final das negociações" que decorrem.   

Em 06 de dezembro, no Porto, o secretário de Estado das Infraestruturas, Guilherme d' Oliveira Martins,

já tinha afirmado que o Governo está a "negociar" com a TAP a reativação de rotas, "fundamentalmente na Europa" a partir do aeroporto Francisco Sá Carneiro, mas não deu mais pormenores.

 
+A A -A