Centro continua como destino preferido da APAVT em 2018

Este ano o destino preferido da APAVT foi o Turismo do Centro de Portugal. E vai continuar a sê-lo no próximo ano, prolongamento que fica a dever-se à necessidade de solidariedade efectiva em tempo de reconstrução de uma região afectada pelos incêndios, acaba de anunciar o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira.

A solidariedade para com o Centro de Portugal foi expressa em outros momentos neste 43.º congresso da APAVT que decorre até amanhã em Macau.

A BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa elegeu o Centro de Portugal como ‘destino convidado’ em 2018. "Numa primeira análise, infelizmente pelos desastres ambientais que ocorreram e, portanto, é um destino que tem que ter uma capacidade muito grande de se renovar e nós acreditamos que sim. Já foram dadas algumas provas, contudo, achamos que houve um grande mediatismo, e nós BTL queremos que esse mediatismo não fique só pelos meses a seguir, mas que de alguma forma seja transportado para o ano 2018", disse ontem a responsável pela BTL, Fátima Vila Maior, justificando a escolha.

Na quinta-feira, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, disse, em Macau, que o Turismo de Portugal vai ter também um programa de incentivos financeiros para a realização de congressos nas zonas afetadas pelos incêndios. Também na quinta-feira, o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, disse, no discurso de abertura do Congresso Nacional da APAVT, que a associação criou e custeou um ‘site' sobre o turismo do Centro para ajudar à reconstrução daquele destino turístico afectado pelos incêndios.

Em 2016, a Madeira esteve em destaque programa 'destino preferido' da APAVT, com "resultados significativos" , nomeadamente no trabalho feito na inversão da queda de turísticas nacionais na Região.

+A A -A