Air France suspende voos entre Paris e Caracas

A Air France anunciou na sexta-feira à noite a suspensão dos seus voos entre Paris e Caracas desde domingo, quando se realizam as eleições para a Assembleia Nacional Constituinte na Venezuela, até 01 de agosto. 

Perante “a situação atual na capital da Venezuela, somos obrigados a suspender os nossos voos de Paris para Caracas no domingo, 30 de julho, até terça-feira, 01 de agosto”, informa a companhia francesa em comunicado.

A empresa dá aos seus clientes a possibilidade de voltarem a reservar, sem custos adicionais, um voo posterior, ou a cancelarem a viagem, recebendo, nessa situação, um vale não reembolsável válido no prazo de um ano.

Esta decisão surge um dia depois de o Governo dos Estados Unidos ordenar às famílias do pessoal da sua embaixada em Caracas que abandonem a Venezuela, o que aconteceu na sexta-feira, devido aos “crimes violentos” e falta “generalizada de alimentos e medicamentos”.

Em resposta, o ministro dos Negócios Estrangeiros venezuelano, Samuel Moncada, acusou os Estados Unidos de gerarem deliberadamente alarme no país, com a intenção de semear o caos.

“Se retiram o seu pessoal como se fosse um ato de um país que esta a ponto de cair no abismo, outras embaixadas copiam [esse comportamento], porque dizem ‘Os norte-americanos sabem algo que nós não sabemos’, então as linhas aéreas começam a copiar, ‘Estes diplomatas sabem algo que nós não sabemos’”, disse o ministro.

O Governo venezuelano convocou para domingo a eleição dos delegados da Assembleia Nacional Constituinte, com a qual pretende modificar a Constituição, uma votação em que a oposição não vai participar, por a considerar fraudulenta.

 
+A A -A