Voo inaugural da Capital Airlines chega a Macau para completar nova ligação Pequim-Lisboa

O voo inaugural entre Pequim e Macau da Capital Airlines, para coincidir com a nova ligação da transportadora chinesa a Lisboa, aterrou hoje no aeroporto internacional do território, na ilha da Taipa. 

A nova rota da transportadora Beijing Capital Airlines vai ser assegurada por quatro voos semanais entre a Região Administrativa Especial de Macau (RAEM) e a capital chinesa, para coincidir com a ligação a Lisboa e servir também os cerca de 15.000 portugueses que vivem no território, de acordo com um comunicado da Macau International Airport Company Limited (CAM). 

Os voos entre Macau e Pequim vão efetuar-se à segunda, terça, quinta-feira e sábado. 

Ao todo e a partir de hoje, 25 voos semanais vão ligar a RAEM a Pequim, acrescentou o comunicado. 

A nova ligação direta entre Pequim e Lisboa, também da Capital Airlines, terá três frequências por semana - quarta-feira, sexta-feira e domingo - entre a cidade de Hangzhou, na costa leste da China, e Lisboa, com paragem em Pequim, arranca na quarta-feira.

O voo entre Pequim e Lisboa demorará cerca de 13 horas e, no sentido inverso, demorará 12 horas. A atual ligação mais rápida entre a capital dos dois países demora 14 horas, com escala em Frankfurt, na Alemanha.

Nos últimos três anos, o número de turistas chineses que visitaram Portugal triplicou, para 183.000, e deverá aumentar "exponencialmente" com a abertura da ligação direta, afirmou, em abril passado, a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

A China é já o maior emissor mundial de turistas e, segundo estatísticas oficiais, 135,1 milhões de chineses viajaram para fora da China continental, em 2016, num aumento de 12,5% em relação ao ano anterior.

A Capital Airlines é uma das subsidiárias do grupo chinês HNA, acionista da TAP, através do consórcio Atlantic Gateway e da companhia brasileira Azul.

 

+A A -A